Início / Notícias / Pedro Osório decreta situação de emergência pela estiagem
Pedro Osório decreta situação de emergência pela estiagem

Pedro Osório decreta situação de emergência pela estiagem

O município de Pedro Osório decretou (decreto 5825120), na manhã dessa quarta-feira (5), situação de emergência por conta da estiagem. O município comunicou a intenção, à entidades e produtores, em reunião no gabinete, após a perda milionária nas produções rurais.

Segundo o laudo técnico da Emater, o prejuízo financeiro para o município, até o momento, é de mais de R$ 10 milhões e 300 mil. A maior perda é na Soja, que registra um déficit de R$ 8.153.600,00 em 9100ha plantados.

Os bovinos de corte foram prejudicados em 1.687.500,00. Milho, feijão, melancia e bovinos de leite também tiveram perdas.

A nível de estado, cerca de 100 municípios já decretaram situação de emergência pela estiagem. Em Pedro Osório, as precipitações estão 60% abaixo da média histórica no período entre dezembro e fevereiro. Foram apenas 40,9mm de chuva, contra a média mensal de 122mm. A seca é considerada a mais severa desde 2012.

Diariamente, a Prefeitura de Pedro Osório carrega 4 mil litros d’agua ao interior, para abastecimento das produções. Com o decreto, o município espera facilitar o recebimento de recursos para amenizar os prejuízos dos produtores agrícolas.

“A gente tem que contar com a prefeitura nessas horas. A gente agradece a ajuda, porque vai ser um ano muito difícil”, disse o produtor rural Pablo Gatto.

“Além da seca vigente, a previsão para fevereiro e março é de mais estiagem, com chuva abaixo da média”, explicou a extensionista rural da Emater, Zizi Vellar.

Participaram do encontro o secretário de Gabinete, Ricardo Alves; o coordenador local da Defesa Civil, Lauri Centeno; a extensionista rural da Emater, Zizi Vellar; os representantes do Sindicato Rural de Pedro Osório e Cerrito, Luiz Mascarenhas Netto e Junior Bento e o produtor rural Pablo Gatto.

O município aguarda agora a visita técnica da Defesa Civil estadual para a homologação final do decreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top